Artigos

Nuvem distribuída: saiba mais sobre o futuro do cloud!

A nuvem distribuída consiste na descentralização dos dados e serviços em grandes polos e data-centers, espalhando esse poder de processamento para mais perto da origem da demanda.

A computação em nuvem veio trazer o acesso democratizado às melhores práticas, serviços e equipamentos disponíveis no mercado.

De forma altamente escalável, os cloud providers conseguem disponibilizar seus recursos de forma compartilhada e segura entre milhões de pessoas globalmente distribuídas.

A evolução contínua dos seus serviços é um estado natural dessa tecnologia, que agora entra em um novo momento para entregar mais rapidez a seus clientes e possibilitar que, independentemente da sua localização, seja possível utilizar dispositivos inteligentes que demandem baixa latência e altas velocidades.

Quer saber mais sobre nuvem distribuída? Continue lendo e veja quais são as vantagens dela, como ela funciona e como colocá-la em prática.

O que é uma nuvem distribuída?

A escala global atingida pela computação em nuvem oportunizou o surgimento de tecnologias e equipamentos que demandam altíssimo poder de processamento e tempos de resposta extremamente rápidos.

No entanto, a sua arquitetura concentrada em polos específicos ao redor do planeta precisou ser reinventada para que todos tivessem acesso a esses serviços, além de melhorar o fornecimento de serviços já conhecidos dos clientes de cloud e entregar a melhor experiência a seus usuários.

Isso significa que cloud providers passarão a entregar seus serviços em nuvem distribuída, ou seja, em data-centers menores espalhados em mais localizações estrategicamente pensadas para atender demandas regionais com baixa latência.

Quais são as vantagens da nuvem distribuída?

Além dos ganhos de performance, atributos (como a soberania sobre seus dados, que podem ser regidos por alguma legislação local ou políticas internas da empresa) podem ter seus níveis de satisfação atingidos, eliminando, inclusive, possíveis impedimentos para utilização de cloud em alguns órgãos e empresas, seja ela de qualquer porte ou segmento.

Os benefícios sociais oferecidos pela nuvem distribuída também são imensos. O acesso e a popularização de veículos autônomos, atualmente, dependem estritamente da latência e capacidade de processamento em tempo real disponível em determinadas regiões.

Como funciona a computação em nuvem distribuída?

A prática da computação distribuída vem sendo fomentada, principalmente, por conceitos de multi-cloud, uma vez que cloud providers concorrentes em geral não se instalam nas mesmas microrregiões.

Daí percebeu-se o aumento da qualidade da experiência de usuários de serviços inteligentes que se encontram perto da estrutura do provider.

A segurança na cloud distribuída também aumenta conforme ela cresce, pois, sua tolerância a falhas fica ainda melhor mesmo que uma região se torne indisponível.

Como colocá-la em prática?

Ao redor do planeta, temos muitas especificidades de acordo com o local ou país. Colocar a computação distribuída demanda um grande ajuste nas regulamentações e leis que regem a entrega deste serviço.

As localidades também precisarão atender recursos de abastecimento elétrico, área para construção de data-centers e conectividade com outras regiões e polos.

Assim, entende-se que grandes investimentos em infraestrutura de rede serão necessários para que regiões sejam de fato conectáveis de acordo com o que se espera da nuvem distribuída.

Continue conosco e leia mais posts sobre tecnologia e inovação em nosso blog.

(Imagens: divulgação)

Avatar

Autor

Relacionamento CL9 - Tecnologias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Design by VENONE Agência de design