conheca-as-principais-tendencias-de-ciberseguranca-para-2021

Conheça as principais tendências de cibersegurança para 2021!

 

O ano conturbado e a chegada definitiva do trabalho remoto fez com que as empresas começassem a refletir sobre a seguridade das aplicações e procurassem por tendências de cibersegurança.

A cibersegurança também abrange vários elementos do mundo físico, principalmente se tratando de perfis comportamentais humanos.

Nesse contexto, vamos avaliar os principais pontos de atenção para 2021 após o novo “normal” instaurado em 2020.

Continue lendo e descubra!

Quais são as tendências de cibersegurança para 2021?

A tendência geral para 2021 é que as empresas foquem muito na capacitação de seus colaboradores em relação à cibersegurança, principalmente no sentido de que essa é uma responsabilidade compartilhada por todos.

Vejamos também quais as maiores tendências para um ambiente de colaboração seguro e produtivo:

Cibersegurança para trabalho remoto

Estabelecer canais de comunicação seguros entre a rede da empresa e o computador do colaborador remoto é algo que as empresas já dominam há certo tempo, portanto, até aqui há muita maturidade sobre como prover este tipo de solução.

O problema passa a ser a exposição que os equipamentos de trabalho tem estando fora do ambiente corporativo controlado, como a utilização de mídias inseguras, falta de monitoramento de uso, possibilidade de furto ou roubo.

Uma das tendências tem é encontrar o caminho para garantir cibersegurança para o trabalho remoto, evitando consequências mais graves por conta dessas situações.

Soluções para phishing

O phishing é um caso clássico de responsabilidade compartilhada.

As empresas precisarão capacitar seus colaboradores para identificar situações onde se está ocorrendo um ataque deste tipo, que visa enganar a pessoa para que pense que está executando uma ação segura, enquanto envia dados confidenciais e sensíveis a terceiros.

Soluções para testar a capacidade do usuário para reconhecer esse tipo de situação, mapear os mais vulneráveis e apontar medidas educativas existem há alguns anos e tendem a tomar força em 2021.

Métodos de autenticação

 

Credenciais como usuário e senha nunca foram sinônimo de segurança.

Tentou-se muito unir isso à confirmação de dados sociais, porém os hackers ultrapassam este tipo de barreira apenas pesquisando nossos nomes no Google.

A autenticação em dois fatores deve se tornar o novo padrão de mecanismos de autenticação em 2021.

Ela alia as credenciais que já conhecemos com uma contra-senha dinâmica que muda após alguns segundos e só pode ser gerada em um dispositivo pessoal, como o smartphone, por exemplo.

Outra técnica que tende a se popularizar é o uso de Vaults que geram credenciais de acesso único que, mesmo após um possível vazamento, já não terão validade.

Os principais players do mercado de cloud já suportam este tipo de mecanismo.

Soluções para ataques de ransomware

Este tipo de ataque tem aterrorizado corporações há alguns anos.

Em 2020 fomos forçados a aprender a nos proteger contra esta técnica que geralmente vem junto a um phishing.

Para 2021, o foco deve ser na melhoria de medidas preventivas a nível de software, protegendo o usuário contra programas maliciosos desse tipo, ainda que o software seja executado com credenciais válidas.

Privacidade de dados

A LGPD apareceu com tudo, mas a sua fiscalização ficou para 2021.

Com medidas mais duras contra o uso indevido de dados pessoais, provavelmente a batalha para proteger a privacidade de usuários de sistemas será uma das mais difíceis do próximo ano.

E aí? Quais dessas tendências têm mais impacto e relevância no seu ambiente de trabalho? Conta para gente nos comentários!

(Imagens: divulgação)


Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on tumblr
Tumblr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *